E a Héber nasceram dois filhos: o nome de um foi PELEGUE, porquanto em seus dias se repartiu a terra, … Gênesis 10.25.

 

Este versículo é toda a VERDADE sobre os continentes perdidos na nossa Terra, muitos acreditavam, confirmavam e discutiam sobre este tema dando a ideia que tudo tinha se perdido no “dilúvio”, porem, a HISTÓRIA é outra e esta na BÍBLIA, COMICS e MITOLOGIA.

Pelegue (Faleg) que o nome traz este significado = Divisor, foi a causa da formação dos Continentes e Oceanos; depois do acontecimento em Babel ele de alguma maneira usou (ou recebeu) seu PODER para trazer este fato, com isso surgiu a América, Europa, Africa, Ásia e Antártica.

A partir dai surgiu também Atlântida (Atlantis, Atlântica) Governada pelo deus Atlas que era um lugar de Titãs e semi-deuses (Poseidon, Tritão, Triton e nos quadrinhos Aquaman e Namor), Mu uma terra de nativos e Governada por deuses nativos, Oceania Governada pelo deus Bíblico Milcom (que nos quadrinhos é chamado de Oceanus) e a Lemúria que era habitada por uma especie de tipo de homens primitivos que foram evoluídos pelo deus Bíblico Malcom (que nos quadrinhos é chamado de Ronan).

O que se sabe é que o impetuoso deus das águas chamado Camos (que nos quadrinhos é chamado de Attuma) submergiu estes continentes que hoje só resta um.

 

Anúncios
E a Héber nasceram dois filhos: o nome de um foi PELEGUE, porquanto em seus dias se repartiu a terra, … Gênesis 10.25.

Noé image COMICS

noah image comics

Ou Noah (Noak) foi o décimo (10 ª) na Genealogia de Adão (Seth) que começou sua História de Gênesis 5 até 10, ele foi Neto do homem mais vivido na Terra, Matusalém.

Ele foi o primeiro humano a receber a Graça de Deus e como presente construiu uma Arca (Barco) para continuar com sua espécie e dos animais no Novo Éden; neste exemplar (Issue) ele enfrenta Gigantes em combate para proteger sua família e é claro com a ajuda de Anjos (filhos de Deus).

Depois destes eventos o planeta todo descansou como se fosse um tipo de Milênio.

Noé image COMICS

Altar do sacrifícios e Altar de incenso

 

Antes do Grande Êxodo as ofertas e sacrifícios oferecido a Deus eram em altares feitos de pedras, com a constituição do povo Israelita e suas leis religiosas foram dados dois (2) Altares descritos a partir do Livro do Êxodo e de forma mais aguda no Livro de Levítico (Levitas).

O Altar de sacrifícios recebia os animais e ofertas pacíficas que representavam a remissão e a volta a comunhão com Deus e do gênero humano, o Altar de incenso era oferecido especiarias que representava as orações das pessoas; ambos em um determinado tempo eram untados (molhados) suas pontos com sangue de um animal simbolizando o perdão e a consagração.

Estes Altares tinham quatro (4) pontas (*chifres) que representam os quatro (4) ventos, quatro (4) direção da Terra (Norte, Sul, Leste e Oeste), quatro (4) tempos e quatro (4) terras onde se não houvesse (houver) mudanças de coração são derramados quatro (4) Juízos (Julgamentos) referentes a Santidade, Justiça, Verdade e Misericórdia de Deus.

No total temos oito (8) chifres que se opõem (que são contra) aos oito (8) reis de Apocalipse 17, o sangue nestes chifres repreende e vence estes inimigos; não é coerente somar os demais chifres encontrados em Daniel 7, Daniel 8 e Apocalipse 13.

Estes Altares estiveram no Tabernáculo de Deus e nos Templos que existiram até a era presente.

*Chifres representam autoridade, poder e reis como também animais com cornos.

Altar do sacrifícios e Altar de incenso

O Trono de Deus

Trono de Deus

Da palavra original Marev que significa Trono, da onde se Emana Amor, Graça, Justiça e Verdade que formam a base do Governo de Deus. A base do Trono de Deus vai se modificando de quatro em quatro Atributos Divinos para a Criação, Ele é o Rei dos reis e Senhor dos senhores sobre todos os reinos da terra.

Na imagem acima estão cinco (5) Melequins (Reis) diante do SENHOR.

Figura Germânica

O Trono de Deus